Google+ Followers

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

“O MUNDO ESPERA UMA RESPOSTA”


PAPA FRANCISCO PEDE UNIÃO DE RELIGIÕES NO COMBATE À CORRUPÇÃO: “O MUNDO ESPERA UMA RESPOSTA”



Papa Francisco pede união de religiões no combate à corrupção: “O mundo espera uma resposta”


O papa Francisco pediu a união da sociedade contra a corrupção e as mazelas que resultam dessa prática, como a fome, a miséria, a crise ambiental, a violência e as guerras.
O discurso, proferido durante a audiência geral da última quarta-feira, 28 de outubro, na Praça de São Pedro, marcou a celebração dos 50 anos da declaração Nostra Aetate, que é um marco nas relações da Igreja Católica com as demais religiões.
Como exemplo, Francisco citou que a Nostra Aetate possibilitou uma mudança de relações com o judaísmo, tornando a antiga troca de acusações em uma convivência respeitosa, harmoniosa e frutífera.
“Indiferença e oposição tornaram-se colaboração e benevolência. De inimigos e estranhos, nos tornamos amigos e irmãos. O Concílio traçou o caminho: ‘sim’ ao redescobrimento das raízes hebraicas do Cristianismo; ‘não’ a toda forma de antissemitismo e condenação de toda de toda injúria, discriminação e perseguição que derivam”, pontuou Francisco.
Nesse contexto, o papa lembrou que com o aperfeiçoamento das relações entre as religiões, é possível trabalhar em conjunto para combater males que afetam a todos, independentemente de crenças.
“O mundo olha para os fiéis pedindo respostas efetivas a inúmeros temas como a paz, a fome, a miséria, a crise ambiental, a violência e a corrupção”, disse Francisco.
Sobre o islamismo, Francisco sugeriu um diálogo “aberto e respeitoso”, que implica discussões sobre os atos de terror praticados por extremistas: “Por causa da violência e do terrorismo, se difundiu uma atitude de suspeita ou até mesmo de condenação das religiões. Não obstante nenhuma religião esteja imune ao risco do fundamentalismo e do extremismo”, observou.
Segundo informações da revista Exame, ao final da audiência, Francisco pediu aos presentes uma prece silenciosa, “conforme sua própria tradição religiosa” e aos representantes de outras tradições cristãs, pediu orações para que sejamos “mais irmãos” e mais dispostos a servir “aos mais necessitados”.

 Fonte: http://noticias.gospelmais.com.br/papa-uniao-religioes-combate-corrupcao-79981.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário