Google+ Followers

sábado, 30 de abril de 2016

SIGNIFICADO DE DOGMA


SIGNIFICADO DE DOGMA


O que é Dogma

Dogma é um termo de origem grega, com a mesma pronúncia utilizada no idioma português, e tem o significado de “aquilo que aparenta”, “opinião”, “crença”. É derivado do verbo grego “dokeo”, que significa pensar, imaginar ou supor.

O que é dogma?

O dogma é uma doutrina ou crença que significa literalmente o que se pensa é verdade. Trata-se de verdades impostas em uma religião ou uma ideologia, sendo considerada ponto fundamental e indiscutível de uma crença.

Na civilização grega, o dogma era ligado a um pensamento firme ou uma doutrina, mas passou a ser essencialmente um fundamento religioso, considerados como verdades absolutas, que devem ser aceitas através da autoridade e não são passíveis de questionamentos.

Os dogmas estão presentes em todas as religiões, como o cristianismo (com suas várias vertentes defendendo dogmas por vezes totalmente opostos), no judaísmo, no islamismo e no hinduísmo, entre outras.

Sendo elemento fundamental da religião, o dogma sempre é atribuído a princípios teológicos essenciais para a doutrina em questão e sua revisão ou disputa é sumariamente descartada. Sua rejeição pode ser considerada blasfêmia e heresia e pode, em algumas religiões, levar à expulsão do indivíduo ou do grupo de sua crença.

A Igreja Católica, através da Inquisição no período da Idade Média, determinava o crime de heresia a quem duvidasse das verdades da fé. Os hereges podiam ser excomungados e perseguidos, muitos chegando à pena de morte por ideias que contrariavam as verdades determinadas pelas autoridades religiosas.

Segundo os ensinamentos religiosos, os dogmas devem ser aceitos pelos praticantes de diversas religiões como verdades reveladas por Deus na Bíblia, sendo irrevogáveis até mesmo pela autoridade máxima (no caso da Igreja Católica, o Papa).

Para os católicos, os dogmas estão inseridos no Credo, estabelecido no Concílio de Nicéia, no século IV. Também estão nos cânones dos primeiros concílios ecumênicos e são resumidos na “Exposição Exata da Fé Ortodoxa”, obra de São João de Damasco.

Alguns exemplos de dogmas da Igreja Católica são a Imaculada Conceição de Maria, a Assunção de Nossa Senhora, a filiação divina de Jesus, a infalibilidade papal, entre outros. Os protestantes também possuem seus dogmas, muitos deles diferentes dos do catolicismo e professam isso em suas confissões de fé.



Nenhum comentário:

Postar um comentário