Google+ Followers

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

PODER DO PECADO E PERSEGUIÇÃO

PODER DO PECADO E PERSEGUIÇÃO SÃO PARTE DO EVANGELHO, LEMBRAM PASTORES

Quinto dia da 18ª Consciência Cristã enfatiza as dificuldades da vida cristã
por Jarbas Aragão

Poder do pecado e perseguição são parte do evangelho, lembram pastoresPoder do pecado e perseguição são parte do evangelho
A 18ª Consciência Cristã iniciou suas atividades nesta segunda (8) com duas plenárias no Pavilhão Central do Parque do Povo, em Campina Grande, Paraíba. A primeira parte ficou a cargo do escritor e pastor Geremias Couto, da Assembleia de Deus.

Logo em seguida, o pastor José Bernardo, presidente da missão AMME Evangelizar, trouxe em sua mensagem um lembrete que a perseguição é algo que inevitavelmente acompanha o evangelho. Isso é visto nos Evangelhos e ao longo da história.
Ele exortou a igreja brasileira: “Não devemos ter vergonha da perseguição por causa de nossa fé, mas sim glorificar a Deus por levarmos a marca de Cristo. Carregar o nome de Deus não é motivo de vergonha!”.
Na porção noturna do evento, o pastor Jonas Madureira, da Igreja Batista Nações Unidas,  asseverou que a igreja brasileira não pode descuidar de sua dimensão missionária.  “A igreja de Deus perde o foco do evangelho de Cristo quando deixa de olhar para fora de quatro paredes”, exortou.
“O pior fracasso da igreja é crescer com transferência de número de outras igrejas, mas sem a conversão de almas”, disparou. Em sua mensagem, Jonas falou sobre a essência do evangelho, segundo 1 Timóteo 2:1-7:
  • A igreja de Cristo deve manifestar a crença de que só há um Deus e nenhum outro deus além Dele.
  • A igreja não deve somente crer na unidade de Cristo, mas também desejar que todos os homens sejam salvos.
  • A igreja deve orar pelos seus líderes, sejam eles espirituais ou políticos.
O encerramento do quinto dia ficou a cargo do pastor Conrad Mbewe que veio da Zâmbia, na África. Ele enfatizou durante seu sermão que só Cristo tem poder para libertar o homem da escravidão do pecado.
Lembrando que muitas vezes o poder do pecado é minimizado pelos pregadores modernos, asseverou: “o ser humano conseguiu evoluir em muitas áreas do conhecimento, mas não conseguiu se libertar das práticas pecaminosas que o tem escravizado desde o começo do mundo”.
O caminho, segundo ele, é não esquecer que, “acima de tudo, a soberania e o poder de Cristo são a esperança para o povo de Deus nos momentos de calamidade”.

Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br/poder-pecado-perseguicao-evangelho/

Nenhum comentário:

Postar um comentário