Google+ Followers

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

“FINGIREM DE CRISTÃOS”


ESTADO ISLÂMICO ORIENTA MILITANTES A SE “FINGIREM DE CRISTÃOS” PARA DRIBLAR SEGURANÇA NO OCIDENTE

Estado Islâmico orienta militantes a se “fingirem de cristãos” para driblar segurança no Ocidente 


Uma nova descoberta sobre o Estado Islâmico evidenciou a dimensão da ousadia e determinação do grupo terrorista para alcançar seus objetivos sórdidos. Um manual online, dedicado a militantes do grupo que desejam agir no Ocidente de forma solitária ou em pequenas células, recomenda aos extremistas que se “disfarcem de cristãos”.

Com 64 páginas, o manual “Diretrizes de Segurança aos Lobos Solitários Mujahideen” foi traduzido para o inglês e publicado na internet.
Dentre as orientações que se sobressaem, está a recomendação aos militantes que façam a barba e finjam-se de cristãos, para que a atenção das autoridades de segurança seja desviada.
“Não há dúvida de que hoje, na era dos lobos solitários, irmãos no Ocidente precisem saber algumas coisas importantes sobre sua segurança, a fim de garantir o sucesso em suas operações”, diz um trecho do manual. “Nós acreditamos que muitos irmãos que não falam árabe podem achar isso interessante e podem aplicar isso em suas operações abençoadas”, continua.
Essa estratégia é baseada em uma prática chamada “taqiyya”, que permite aos muçulmanos negar a fé islâmica se necessário, viver de forma “pecadora” e disfarçado de “não-muçulmano” a fim de evitar sua detecção pelas autoridades e, assim, levar adiante suas missões.

“Se você pode evitar o uso de uma barba, vestir qamis [túnicas islâmicas] ou ter um livreto de dhikr[orações e atos devocionais] com você, é melhor assim. É permitido até que você use um colar que mostra uma cruz cristã”, sugere o manual terrorista.



Manual do terror online 
Manual do terror online

“Como é sabido, cristãos – ou mesmo ocidentais ateus com cultura cristã – usam cruzes em seus colares. Mas não use um colar de cruz se você tiver um nome muçulmano em seu passaporte, que isso poderá parecer estranho”, pontua o manual.

De acordo com informações do Christian Today, esse material já havia sido usado pela organização terrorista Al-Qaeda anteriormente, mas agora foi revisado pelo Estado Islâmico, com a inclusão de dicas atualizadas sobre como driblar a segurança e também sugerir novos alvos.
Dentre as recomendações para evitar problemas com as agências de inteligência e prevenção de atentados está uma lista de aplicativos de smartphones que permitem o uso da internet de forma impossível de rastrear.



Nenhum comentário:

Postar um comentário