Google+ Followers

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

“SÍMBOLOS VIVOS DO ALTÍSSIMO”


Pedro Lage - Suplente da E.B.D. e Luiz Afonso - Superintendente 


ADMEP – ASSEMBLEIA DE DEUS – 
MINISTÉRIO ESTUDANDO A PALAVRA

 EBD - Escola Bíblica Dominical
Departamento de Educação Cristã


Tema

   “SÍMBOLOS VIVOS DO ALTÍSSIMO”



TEXTO ÁUREO


“Bem-aventurado aquele que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos! A tua mulher será como a videira frutífera aos lados da tua casa; os teus filhos, como plantas de oliveira, à roda da tua mesa”.

Salmo 128. 1, 3


LEITURA BÍBLICA EM CLASSE:

Gênesis 1. 26 -31



Objetivos

§  Saber – que o Eterno tinha objetivos muito claros quando idealizou a humanidade;
§  Conheceros mandatos contidos no pacto do Criador;
§  Compreenderque não somos obra do acaso, nem produto de sucessões evolutivas.


Introdução: - Esta lição aborda os valores da família, os objetivos da criação da humanidade, e a importância da mulher dentro de uma família no projeto criado por Deus. Deus criou o homem a sua imagem e semelhança (Gn 1:26). Segundo o dicionário imagem é uma representação de uma pessoa, uma representação de ideias, algo que se parece. E semelhança é uma analogia, algo quase idêntico em forma e conteúdo. Portanto veremos o propósito de nossa criação de uma maneira geral e dentro de um modelo familiar que é sobretudo amar e ser amado.


I.    PROPÓSITO DA CRIAÇÃO

1.1)   Objetivos da Criação

- Deus nos criou para refletir sua glória na terra.
- Deus nos criou para representar seu reino e domínio na terra.
- Deus nos criou para adorá-lo e obedecê-lo.
- Deus nos criou para viver em sociedade, transmitindo seus ensinamentos.
- Deus nos criou para viver em família, amando e sendo amados.


1.2)    Mandato Espiritual: (Gn 1:27)

O homem deveria comunicar o caráter de Deus (unidade, eternidade, espiritualidade, onisciência, onipotência, onipresença, imutabilidade, sabedoria, verdade, santidade, justiça e bondade). Sabemos que o homem possui algumas destas características, por isso é chamado de imagem e semelhança de Deus. As características que o homem não possui tais como onisciência, onipotência, onipresença elas deveriam ser ensinadas as gerações futuras para aprendizado e crescimento no temor ao Senhor.

1.2      Mandato Cultural: (Gn 1:26)


O homem deveria dominar, guardar e cultivar toda a criação.

1.3      Mandato Social: (Gn 1:28)

-  Casamento e criação da família.
- Manifestar e transmitir conhecimentos teóricos e práticos referentes aos mandamentos divinos as gerações futuras.

O que Deus diz sobre o casamento:

1.      Casamento é ideia de Deus;
2.      Compromisso é essencial;
3.      Romantismo é importante;
4.      Proporciona momentos de intensa felicidade;
5.      Cria o melhor ambiente para educação dos filhos;
6.      A infidelidade quebra a confiança;
7.      O casamento é permanente. Mt 19:6;
8.      O casamento é vitalício. Rm 7:2-3;
9.      O casamento é baseado na prática do amor Ef 5:21-33;
10.     O casamento é um símbolo vivo de Cristo e da igreja Ef 5:23-32;
11.     O casamento é bom e honroso Hb 13:4;
12.     O sexo é depois do casamento, se for feito antes torna-se um “leito com mácula”, ou seja, uma mancha ou uma marca de falta de santidade. Hb 13:4.


II.   UMA EQUIPE

2.1. Ajudadora idônea (Gn 2:18)

Segundo o dicionário, a palavra idônea significa adequada, conveniente, apta, capaz, competente e moralmente correta. Também representa uma pessoa que possui habilidades, competências e conhecimentos para desempenhar uma tarefa ou cargo.

A mulher deve ser respeitada, amada e honrada por ser a única criatura feita por Deus para exclusivamente estar ao lado do homem trabalhando em conjunto com ele para que os propósitos divinos se cumpram.


 2.1.1.  Formação da Mulher (Gn 2:21,22)

A mulher foi feita da costela do homem, não dos seus pés para ser pisada, nem da cabeça para ser superior, mas sim do lado para ser igual, debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser amada”.

- A mulher foi feita de uma parte interna do homem para estar ligada a ele para sempre.


2.1.2.  Movimentos Radicais Machismo x Feminismo

O movimento machista surge nos anos 60 no início da “libertação” da mulher e o feminismo surge nos anos 70, estimulando o desprezo aos homens pelo radicalismo.

Machismo é o conceito que supervaloriza as características físicas e culturais associadas ao sexo masculino em denegação ao sexo feminino, com forte orgulho masculino. O feminismo é a mesma coisa, só que refere-se ao sexo oposto.

O Lado bom do movimento Feminista:

- Direito ao voto;
- Direito a educação;
- Direito a vida;
- Direitos iguais.

Entre as décadas de 1930 e 1960, as manifestações feministas oscilavam mediante as mudanças desenvolvidas no cenário político nacional. Em 1934, o voto feminino fora reconhecido pelo governo de Getúlio Vargas. Já em 1937, os ideais corporativistas do Estado Novo impediram a expressão de movimentos de luta e contestação de homens e mulheres. Nos anos de 1950, a redemocratização permitirá a flexibilização da exigência que condicionava o trabalho feminino à autorização marital.

A revolução dos costumes engendrada na década de 1960 abriu caminho para que o feminismo se tornasse um movimento de maior força e combatividade. Mesmo sob o contexto da ditadura, as mulheres passaram a se organizar para questionarem mais profundamente seu papel assumido na sociedade. A problemática dos padrões de comportamento passou a andar de mãos dadas com os de esquerda que inspiravam várias participantes desse momento.

Dessa forma, chegamos à atualidade vendo que a ação feminista não mais se comporta apenas na formação de movimentos organizados. Sendo assim, a intenção de se pensar sobre as necessidades da mulher não mais atravessa a dificuldade de se criar um projeto amplo e universalista. Entre as grandes e pequenas demandas, as mulheres observam que a conquista de sua emancipação abre portas para a compreensão e a resolução de outros novos desafios.

2.2. Pais x Filhos (Ex 20:12) - 5º mandamento

- Os filhos devem exercer uma sujeição em amor as ordens paternas.
- A obediência atrasada pode tornar-se uma desobediência.

- Os pais devem respeitar e não “aborrecer” os filhos, mas devem manter sua autoridade e ensinamento constante.

2.3.  Submissão (o que é e o que não é) Ef 5:24

- Submissão é a ação de obedecer, de ser um subordinado e de se sujeitar. É estar disposto a fazer a vontade de outro, é um ato que exige humildade. Sujeitar-se significa estar debaixo da mesma missão, ou estar na mesma direção com a mesma visão e propósito.

- Submissão não é ser inferior, não é ser escravo, não é ser capacho.
Vejamos o exemplo de Jesus:

1.  Jesus disse que aquele que se fizer pequeno como uma criança será o maior no reino dos céus. (Jesus foi o maior no reino dos céus porque foi submisso a toda vontade de Deus). Mt 18:1

2.   Jesus disse que aquele que quiser ser o maior deveria servir a todos. (Jesus foi o maior, pois serviu a toda a humanidade. Sua submissão e obediência foi o sucesso do cumprimento de seu propósito). Mt 20:26

3.        Jesus disse que quem se exaltar será humilhado e quem se humilhar será exaltado. (Jesus se humilhou se colocando na posição de servo, assim foi exaltado por Deus. Entenda a diferença entre “se humilhar sendo submisso por amor de uma causa maior” e “ser humilhado por uma pessoa ignorante”.) Mt 23:12

4.     E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz. Fp 2:8

Jesus foi Submisso a Deus



CONCLUSÃO: - A razão da existência humana vai muito além de nossas especulações, Deus é soberano em suas decisões, por isso não sabemos quando vamos nascer ou morrer. Mas ao estudar a palavra de Deus aprendemos sobre a sua vontade e descobrimos que a união marido e mulher é um símbolo da união e amor entre Deus e seu filho Jesus Cristo. Portanto, nascemos não para viver em reclusão, mas sim aprender a relacionarmos uns com os outros com amor em todas as nossas formas de comunicação e pensamento. Todo Cristão deve aprender com Jesus e ser um imitador dele, assim sendo viveremos plenamente a vontade divina e desfrutaremos e perfeita paz e harmonia em nossos lares.


Professor, Pedro Lage


Venha a Escola da ADMEP

Nenhum comentário:

Postar um comentário